MANTA ALUMÍNIO


É uma manta estruturada com poliéster pré-estabilizado ou filme de polietileno de alta densidade autoprotegida na face exposta com um filme de alumínio com alta resistência aos raios UV e grande flexibilidade. Apresenta refletância de até 93% dos raios solares e a capacidade de redução do ruído de impacto de chuva. Impermeabiliza e melhora o conforto térmico do ambiente. O produto atende às normas ABNT.

 



    Avaliação média de: 4 estrelas de 22 avaliações

  • Vantagens +

    - Excelente capacidade de reflexão oferece grande conforto térmico e acústico;

    - Dispensa a execução de proteção mecânica por ser auto-protegida com filme de alumínio, diminuindo consideravelmente a sobrecarga na estrutura;

    - Maior flexibilidade e maior resistência;

    - Excelente aderência;

    - Espessura definida e constante;

    - Rapidez na execução.

  • Onde Aplicar +

    É recomendado como impermeabilizante de diversas áreas como calha, viga-calha, telhado, abóbada, marquise, beiral. Aplicada em áreas como telhado galvanizado ou fibrocimento, confere, além da impermeabilização, excelente isolação térmica e acústica.

  • Características +

    Função

    Impermeabilizante

    Composição e Aspecto

    Asfalto modificado por polímeros com acabamento em filme de alumínio

    Coloração

    Preto e Aluminizado

    Espessura / Peso

    3mm – 4 kg/m²

    Consumo Estimado

    1,15m²/m²

    Normas que Atende

    ABNT – NBR 9952

    Apresentação

     

    Manta Alumínio 3mm ABNT - NBR 9952 Tipo I A

    Manta Alumínio 3mm ABNT - NBR 9952 Tipo II A

    Atenção:

    Este produto não deve ser utilizado em locais sujeitos à pressão hidrostática negativa. Devido ao seu acabamento, não permite tráfego de pessoas, apenas tráfego leve de pessoas para fins de manutenção

     

  • Restrições +

    - As mantas não têm resistência quanto à ação de chuvas de granizo;

    - Não aplicar em argamassas com cal;

    - Guardar o produto em local coberto, seco, arejado e longe de fontes de calor;

    - Armazenar na vertical quando o estruturante for poliéster e na horizontal quando o estruturante for polietileno, e preservar em embalagem original intacta;

    - Não armazenar em contato direto com piso, utilizar prateleiras ou outro sistema que evite o contato da embalagem com o solo;

    - Quando a manta asfáltica não for autoprotegida (alumínio ou geotêxtil), utilizar a proteção mecânica.

  • Segurança +

    - O produto é atóxico;

    - Sempre use luvas, óculos e máscara de proteção para a aplicação do produto;

    - Mantenha-o fora do alcance de crianças e animais;

    - Mantenha-o longe de alimentos, fontes de calor e água de consumo.

  • Instruções de uso +
    • Instruções de uso

      ATENÇÃO: A manta deve ser aplicada a quente. Para evitar queimaduras e exposição aos vapores liberados durante o manuseio, utilize máscara de proteção com filtro para gases, óculos, luvas de raspa e avental de raspa.

       

      Aplicação da manta pode ser feita de duas formas

      Com maçarico: Com um maçarico de boca larga e gás GLP, aqueça o PRIMER ou HIDROPRIMER e a parte inferior da manta até o plástico de proteção derreter;

       

      Com asfalto derretido: Aplique asfalto derretido entre a superfície e a manta (a superfície já deve ter sido coberta com PRIMER ou HIDROPRIMER, para promoção de aderência).

       

      Tratamento de ralos

      1. Recorte um retângulo da manta com 20cm de altura e comprimento de 5cm maior que o contorno do tubo, para sobreposição ( a Norma ABNT-NBR 9575 recomenda que os ralos tenham o diâmetro mínimo de 75mm);

      2. Enrole o retângulo de manta em forma de tubo e fixe-o dentro do ralo, deixando para fora cerca de 10cm;

      3. Corte em tiras a parte da manta que ficou para fora do ralo;

      4. Dobre e fixe as tiras na borda do ralo, no quadrado rebaixado;

      5. Recorte outro quadrado de manta no tamanho do rebaixo e fixe-o sobre o ralo;

      6. Corte em tiras a parte que ficou sobre a abertura, dobrando-as para dentro e fixando-as.

       

      Tratamento de pontos emergentes - (para pilares, antenas, tubulações)

      1. Corte um quadrado no tamanho de 40cm;

      2. Fatie em forma de “pizza” o centro do quadrado;

      3. Divida o quadrado ao meio e fixe cada metade ao redor do tubo;

      4. Corte uma tira de manta de 40cm de largura e comprimento suficiente para cobrir toda a volta do elemento emergente;

      5. Faça uma sobreposição de 5cm;

      6. Corte a manta em tiras nos 20cm inferiores;

      7. Fixe a parte superior na parede do elemento emergente. Depois fixe as tiras sobre a laje;

      8. Se utilizar o maçarico, controle o aquecimento. Estando muito quente, pode danificar a tubulação, se for insuficiente, não haverá boa fixação.

       

      Colagem de Mantas

      - Abra totalmente a primeira manta, deixando-a alinhada, e em seguida enrole-a novamente;

      - Fixe a manta, desenrolando-a aos poucos. Aperte bem para evitar bolhas ou enrugamentos;

      - Aplique a manta sempre no sentido contrário ao do caimento das águas (do ponto mais baixo para o mais alto);

      - Repita as operações, fazendo uma sobreposição de 10cm entre as mantas, promovendo a aderência entre elas;

      - A parte da manta sobre os ralos deve ser “fatiada em forma de pizza” (como no tratamento dos ralos), dobrada para dentro e fixada;

      - Nos cantos, a manta aplicada na superfície deve avançar 10cm no sentido vertical, assim como a manta aplicada na superfície vertical deve avançar 10cm no sentido horizontal. Faça a fixação e a união na área de sobreposição.

       

      Teste de estanqueidade

      - Depois de aplicar as mantas, tampe os ralos;

      - Encha a área com cerca de 5cm de água, por no mínimo 72 horas, para verificar se há algum vazamento;

      - A água utilizada no teste não deve ser ingerida por pessoas ou animais.

       

      Acabamento

      - Após confirmar a eficiência da aplicação, faça o biselamento das emendas com uma colher de pedreiro aquecida;

      - Chapisque a superfície vertical com argamassa de cimento e areia, no traço 1:3 em volume (1 parte de cimento e 3 partes de areia). Adicione adesivo BIANCOLA® para aumentar a aderência;

      - Coloque sobre o chapisco uma tela galvanizada ou plástica (formato hexagonal, fio 22 e abertura de 2cm);

      - Em seguida, aplique a argamassa de proteção de cimento e areia peneirada, traço 1:6 em volume (1 parte de cimento e 6 partes de areia) e espessura de no mínimo 3cm, em toda a área vertical e horizontal;

      - Faça o revestimento final, conforme projeto.

       

      ATENÇÃO: Para a MANTA ALUMÍNIO não é necessária a proteção mecânica, como as demais mantas, por ser autoprotegida com filme de alumínio de alta flexibilidade e resistência aos raios UV.

       

      Regularização de lajes - superfície vertical (ex.: parede)

      - Faça uma escareação (alargamento) de no mínimo 3cm de profundidade e altura de 30cm acima da laje (para embutir toda a manta dentro da parede);

      - Se não for possível a escareação, abra uma cavidade com a profundidade de pelo menos 3cm e ângulo a 45° (para embutir somente a ponta da manta), 30cm acima da laje.

      - Regularize a superfície (horizontal ou vertical) para receber impermeabilização com argamassa de cimento e areia, no traço 1:3 (1 parte de cimento para 3 partes de areia);

      - Aplique BIANCOLA® para aumentar a aderência;

      - Arredonde os cantos vivos em forma de meia-cana.

      - Regularização de lajes - superfície horizontal (ex.: chão)

      - Limpe e seque bem a base, deixando-a livre de pó, graxa, hidrofugante, etc., para que a argamassa possa ter melhor aderência, formando uma superfície única após a secagem;

      - A argamassa deve ter espessura de pelo menos 2cm junto aos ralos. Aumente a espessura de acordo com o caimento, que deve ser de no mínimo 1% em direção aos ralos;

      - Executar em volta dos ralos um rebaixo de 1cm na forma de um quadrado de 40cm X 40cm, deixando a textura fina e uniforme;

      - A superfície não deve ser “queimada” (tratada com desempenadeira metálica). Aplique a argamassa e espere secar por no mínimo sete dias. Depois inicie a aplicação do PRIMER

      OU HIDROPRIMER.

       

      Regularização de telhados

      - Limpe bem o telhado, deixando-o livre de restos de argamassa, madeira, graxa, óleo, pó, sem partes soltas;

      - Se necessário, utilize hidrojateamento ou uma escova de aço com água;

      - Corte as pontas dos parafusos salientes e cubra-as com manchão (pedaços de mantas de 10cm x 10cm).

      - Aplicação de primer (imprimação)

      - Deixe o local bem limpo, sem resíduos, restos de argamassa, madeiras, pontas de ferro, graxa, óleo, partículas soltas;

      - Se precisar, lave o local com hidrojateamento ou com escova de aço e água;

      - Espere secar;

      - Para a aderência da manta em toda a área, incluindo rebaixos, aplique uma demão de PRIMER ou HIDROPRIMER da Ciplak;

      - Aguarde a secagem do PRIMER ou HIDROPRIMER antes da colagem das mantas e tratamento de ralos.